Geralmente, entendemos por ciclo tudo aquilo que nos traz uma noção de repetição, algo que já se completa após determinadas etapas, dando início a um novo ciclo após a conclusão da anterior. Por enquanto, não importa se um novo ciclo se completa a cada mês de salário, a cada ano de trabalho ou a cada etapa concluída na vida (faculdade, casamento, filhos, aposentadoria, etc.).

Na definição, quero que você imagine que uma pessoa cuja vida esteja em evolução – ou seja, prosperando em suas diversas áreas pessoais – completará a cada ciclo de sua vida em um patamar mais elevado que aquele em que estava quando o iniciou. Uma pessoa em decadência financeira, profissional ou de saúde completará cada ciclo em um patamar mais baixo. É como se, em vez de completar um trajeto circular, essa pessoa estivesse percorrendo uma espiral em sua vida.

A espiral ascendente, que vai para cima, chamaremos de Ciclo da Prosperidade, que é justamente o que ilustra a vida das pessoas que tem resultados, que conseguem ter a prosperidade financeira, tempo de forma sustentável para fazer as coisas realmente importantes e para seus relacionamentos. Seus ciclos de vida formam literalmente uma espiral ascendente, porque quem vive está sempre evoluindo, sem parar no ponto e estacionar. A cada ano a pessoa avança para níveis superiores.

A espiral descendente, que caminha no sentido oposto, chamaremos de Ciclo da Frustração. Representa as pessoas que vivem reclamando, a quem falta tempo para tudo, cujos compromissos se acumulam, cujo dinheiro acaba antes do fim do mês, que não conseguem poupar nem dedicar momentos importantes para si próprias. Quando as más escolhas resultam em problemas, como comprometimento de saúde, estagnação na carreira enquanto os gostos da família crescem, aumento do peso e afastamento dos amigos, identifica-se claramente uma espiral descendente, poias as pessoas que vivem assim se sente decaindo. A cada ano que passa, os problemas aumentam.

Entre as espirais, podemos identificar uma situação intermediária, a das pessoas que vivem uma rotina que jamais muda. Afirmam que não tem problemas, mas também não conseguem realizar sonhos. Entra ano e sai ano, estão sempre na mesma vidinha. Orgulham-se em ter as contas em dia, mas não fazem poupança. Quando perguntadas sobre como está a vida, a resposta costuma ser “Vai indo…”. Podemos afirmar que essas pessoas não tem nas espirais de suas vidas a variável altura, que as faria mudar de patamar de tempos em tempos. Como elas mantêm-se sempre no mesmo nível, denominamos essa situação de Ciclo de Sobrevivência. É uma situação estática e repetitiva, um equilíbrio não producente. Sua vida consiste simplesmente em sobreviver, nem eterno e burocrático acordar-comer-trabalhar-dormir. Muitas vezes, essa sobrevivência cria voltas enormes ao longo do ponto central. A pessoa literalmente não sai do lugar, mas tem um trabalho enorme para manter a sua vida na atual situação, muitas vezes por falta de organização pessoal. Ou melhor, por falta de tempo para se organizar.

O Cliclo da Frustração

Quem vive este ciclo está afundando na vida, mesmo que resista a reconhecer isso. O primeiro passo para inverter a rotação de sua espiral e começar a ascender é entender o seu atual momento, aceitar sua situação e criar uma estratégia de mudança.

Algumas características do Ciclo da Frustração são:

  • Dificuldades em definir o que é exatamente importante na sua vida, de definir metas específicas e com números ou indicadores que permitam mensurar seu progresso
  • Falta de equilíbrio entre vida pessoal e profissional
  • Procrastinação com motivos ou sem motivos, ou até falta de reconhecer quando procrastina, com a sensação que algo ficou pendente
  • Excesso de urgência e atividades circunstanciais, isto é, sem importância, que apenas gastam seu tempo à toa
  • Dificuldade em planejar seu futuro próximo (três dias ou mais), ficando perdido em maio a todas as atividades que precisam ser executadas
  • Indecisão e dificuldade para fazer escolhas conforme as situações da vida
  • Inveja e revolta com relação a conquistas de terceiros ou possíveis mudanças de padrão do seu s estilo de vida atual
  • Falta de tempo para você mesmo e sensação de começar a deixar de lado as coisas importantes devido à correria do dia a dia
  • Falta de planos organizados para conquistar seus sonhos ou realizar mudanças pessoais
  • Sensação de tristeza no domingo, por saber que na segunda-feira tudo começa novamente

Ciclo da Sobrevivência

A maior diferença entre o Ciclo da Frustração e o Ciclo da Sobrevivência está na relativa estabilidade da situação e também dos sentimentos e aspirações das pessoas que vivem este último.

Curiosamente, muitas pessoas conseguem se manter presas no Ciclo da Sobrevivência mesmo quando estão em evolução na carreira. Por mais que galguem funções na hierarquia superior e ganhem mais, a sensação é de um vazio imenso, como se nada mudasse.

Podemos fazer uma analogia do Ciclo da Sobrevivência com um corredor que quer correr 10 kilômetros. Se ele subir em uma esteira elétrica e começar a correr, ficará cansado, perderá líquidos e sais minerais, mas não sairá do lugar. Se você estiver na rua e começar a correr, vai percorrer 10 kilômetros e ter as mesmas sensações, mas vai correr rumo a chegada, vai sair do lugar. O que você prefere? Correr e chegar, ou correr e apenas se cansar? Quantas pessoas não estão apenas simulando as vidas sobre esteiras elétricas, viver para pagar contas sem sair do lugar?

Algumas características do Ciclo da Sobrevivência são:

  • Dificuldades em definir o que é exatamente importante na sua vida, em definir metas específicas e com números ou indicadores que permitam mensurar o progresso
  • Resignação quando convidado a planejar algo minimamente ambicioso, como uma viagem com os amigos ou uma festa
  • Não conseguir acumular riqueza e utilizar as reservas financeiras no dia a dia
  • Resistência a realizar mudanças que se mostrem necessárias na vida, muitas vezes apontadas por amigos
  • Satisfação com as condições atuais da vida e pouco vontade de fazer mudanças
  • Indiferença com relação a conquistas de terceiros ou possíveis mudanças de padrão do seu estilo de vida atual
  • Falta de planos organizados para conquistar seus sonhos ou realizar mudanças pessoais
  • Sensação de tristeza nos finais de semana, pela falta de trabalho para preencher o tempo

O Ciclo da Prosperidade

O Ciclo da Prosperidade é o caminho para o qual devemos focar nossa atenção, que devemos viver em nossa rotina diária e que devemos estimular as pessoas próximas a viverem também. É a esfera das coisas que acontecem de forma benéfica, da evolução, do tempo usado de forma correta e equilibrada, do dinheiro sendo utilizado para gerar prosperidade, bem-estar se segurança.

Quem vive o Ciclo da Prosperidade também tem problemas eventuais de tempo, mas aprendeu a planejar melhor sua rotina, a definir e a executar suas metas e a lidar com as urgências. São pessoas que tomaram conta dos seus e-mails, que aprenderam a fazer boas reuniões, que vivem bem seus relacionamentos e com sua família e que cuidam do seu tempo pessoal de forma devotada.

As finanças pessoais de quem vive esse tipo de ciclo refletem tal equilíbrio. Mais do que simplesmente acumular poupança, uma pessoa próspera tem qualidade no seu consumo, inclui férias, coleções e manias em sua rotina, usa o crédito com consciência e moderação, poupa com obejtivos e não só por uma suposta necessidade de acumular.

Algumas características do Ciclo da Prosperidade são:

  • Controle permanente, mas não absoluto, sobreo uso do tempo com foco nas coisas importantes
  • Facilidade em escolher e tomar decisões diante das situações mais inesperadas
  • Equilíbrio entre vida pessoal e profissional
  • Criação de planos para realização de seus sonhos por meio de metas claramente definidas e com passos de ação estabelecidos
  • Dinheiro usado de forma consciente para as contas básicas e com reservas para a prosperidade e para pequenos luxos eventuais
  • Aumento consciente do patrimônio familiar a cada declaração de Imposto de Renda
  • Acesso a alternativas de crédito cada vez mais baratas (juros menores) e aumento de benefícios decorrentes de relacionamento, como isenção de tarifas, convites para eventos e acúmulo de benefícios em programa de relacionamento
  • Urgências aparecem, mas não são predominentes – são controladas e não atrapalham a rotina
  • Inconformismo com situações desagradáveis, o que impele a agir para mudar a situação
  • Desejo intenso de superar novos desafios
  • Paixão aflorada pelo seu emprego, pelo uso de seu tempo e pela vida
  • Sentimento de alegria aos domingos, por ter a oportunidade de começar tudo novamente
  • Conseguir ter tempo para adquirir conhecimentos que o levem a novos patamares, frequentando cursos como de línguas, de formação, técnicos, de aprimoramento pessoal
  • Vida com clara noção de evolução, em vez de uma ação frenética

Em qual ciclo você está?

Para saber exatamente em qual ciclo você está neste momento, responda a pesquisa no link abaixo e receberá a resposta por e-mail. Independentemente de qual seja o resultado, com ações efetivas, você poderá transformar sua situação atual.

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSd-qHvKeDIqvwp9hhfDNtt9wVvtaogIK6iPYh6agSl36FXFdg/viewform